Cardiopatia congênita: um em cada 100 bebês nasce com problemas no coração

A malformação do coração é responsável por quase 40% dos óbitos por anomalia congênita em bebês com menos de um ano. No Brasil, a cardiopatia atinge um em cada 100 recém-nascidos. A cirurgia para correção é extremamente delicada e exige médicos altamente especializados e equipamentos de ponta, procedimento que ainda não é amplamente realizado no Brasil.

Cirurgia cardíaca em bebês. Da complexidade das intervenções ao contato com a família

A cardiopatia congênita pode ser detectada ainda no útero materno. O diagnóstico precoce oferece aos pais a oportunidade de compreender sobre a patologia e se preparar para uma possível cirurgia, caso seja necessário. De acordo com a Dra. Sandra Pereira, coordenadora de cirurgia cardíaca da Perinatal, existem mais de 40 tipos de malformações no coração, e o trabalho de uma equipe médica, começa muito antes de uma intervenção propriamente dita.

O PAPEL DAS ENFERMEIRAS OBSTÉTRICAS NO TRABALHO DE PARTO

Presença fundamental na assistência ao parto, as enfermeiras obstétricas atuam oferecendo suporte às gestantes durante todo tempo. Elas também são, e foram, parte importante na propagação do termo “parto humanizado”, que, de acordo com a Amanda Corrêa, enfermeira obstétrica da Perinatal, nada mais é que o respeito pelo momento da mulher e a sua individualidade.... Continuar Lendo →

ECLÂMPSIA: UMA DAS PRIMEIRAS PACIENTES DA UTI MATERNO-FETAL CHEGOU À MATERNIDADE EM ESTADO GRAVÍSSIMO

“Era minha primeira gravidez, estava com 29 semanas. Comecei a me sentir mal de madrugada, desmaiei e fui levada às pressas para a Perinatal. Era eclâmpsia”, relembra Débora Gerchenzon sobre o episódio ocorrido há 18 anos. Débora foi uma das primeiras pacientes da UTI Materno-Fetal e chegou ao hospital somente após convulsionar três vezes.

Cirurgia pré-natal dá 50% de sobrevida a bebês acometidos pela hérnia diafragmática congênita

Causada por fatores desconhecidos pela comunidade médica, a hérnia diafragmática congênita se forma no período próximo à oitava semana de gestação, durante a constituição do diafragma. Na HDC ocorre um erro de sinalização celular que resulta no não fechamento dos canais pericárdio-peritoneais, com consequente passagem de órgãos abdominais para o interior da cavidade torácica.

Carnaval e gravidez: cinco dicas para se manter saudável durante a folia

Está chegando o Carnaval, e ele vem acompanhado de blocos, bailes, viagens, praias etc. E quem disse que as grávidas não podem curtir a festa está enganado. Segundo Fernanda Mauro, ginecologista e obstetra da Perinatal, o mais importante é que a futura mamãe consulte seu médico antes de cair na folia. “É fundamental sempre conversar com um profissional, além de estar em dia com os exames do pré-natal”.

Acima ↑